Gestão pecuária: perspectivas para 2019

BLOG


Informação de valor que gera resultado.




Gestão pecuária: perspectivas para 2019

30/01/2019
gestão pecuária
Perspectivas e possibilidades na gestão pecuária em 2019

O novo ano chegou e a possibilidade de crescimento do lucro das fazendas e propriedades agropecuárias do Brasil está, novamente, entre os principais desejos dos empreendedores e donos do negócio. Além da simples necessidade de ampliação do faturamento para a manutenção do negócio, você sabe que há uma responsabilidade muito grande sobre quem lida com a produção de gado: a necessidade de suprimento da demanda crescente dos mercados nacional e internacional. Para atendê-la é fundamental investir em gestão pecuária de qualidade.

Expectativas otimistas já apontam 2019 como o ano da retomada dos negócios depois de um 2018 delicado por conta de fatores como a greve dos caminhoneiros — que interferiu negativamente no fornecimento de insumos. No mercado internacional, houve redução no volume de carne comprada pela Rússia, Arábia Saudita e China. Mas a adesão de tecnologias de ponta e análise de dados estão acelerando o desempenho do agronegócio brasileiro com previsão de aumento da performance nos próximos doze meses.

O próprio Ministério da Agricultura prevê que ocorra uma recuperação expressiva no valor bruto da produção pecuária brasileira “da porteira pra dentro”: quatro das cinco cadeias ligadas à pecuária devem ampliar o volume de negócios que serão fechados. Só o setor de bovinos deve movimentar R$ 79 bilhões ao longo deste ano.

Outra leitura feita por especialistas nacionais aponta que a expectativa de bois terminados a pasto nos próximos anos deve ser classificada como “confortável”, ou seja, não haverá falta de animais para o abate e o preço da arroba do boi gordo deve se manter estável. Apesar da perspectiva de oferta crescente de animais, há uma tendência de fortalecimento do mercado doméstico.

E você, está preparado para enfrentar esse momento que se aproxima? Para te ajudar a verificar se a sua propriedade está apta a lidar com essas exigências de quantidade e qualidade que já estão aparecendo no horizonte da gestão pecuária brasileira, nós produzimos este e-book que apresenta detalhadamente quais são as perspectivas e as possibilidades do setor neste novo ano. O conteúdo é totalmente gratuito, basta clicar no link para acessá-lo!

Se você preferir, preencha o formulário abaixo e receba o material no seu e-mail:

 


 

Gestão pecuária exige investimentos na cria

Nós elaboramos esse material a partir da manifestação dos maiores especialistas do Brasil em gestão pecuária. Eles explicam a importância de investir nas etapas do ciclo produtivo e dedicar atenção especial à cria, que dentre todas é a que tem mais capacidade de direcionar os rumos do negócio.

Luciano Penteado, médico veterinário e consultor que orienta gestores de fazendas de grande porte do País, afirma: “considerar a fase de cria como a menos rentável é um erro estratégico grave, porém muito comum”. Você sabe disso? Qual é a importância que o seu negócio e os seus líderes dão à esta etapa do ciclo produtivo?

O e-book aborda questões que podem levar o gestor agropecuário a esse erro, ainda que involuntariamente. Ao mesmo tempo em que é a mais importante e exige maiores investimentos, esta é justamente a fase que pode demorar mais tempo para dar resultados. E é aí que está o segredo do negócio!

Esta é a fase que exige mais tecnologia, eficiência e qualificação! O uso maciço da tecnologia, pode até parecer que custa mais, mas é exatamente o que vai fazer a taxa de rendimento por hectare da fazenda saltar de forma impressionante.

Suporte tecnológico é fundamental

Ao acessar o nosso e-book sobre as perspectivas e possibilidades para 2019 você vai saber por que a maioria dos especialistas consultados busca estimular nos pecuaristas a mudança de mentalidade. Ainda que as práticas antigas da propriedade tenham sustentado e trazido o negócio até aqui, os próximos tempos são de profunda mudança e exigem uma visão mais moderna e empresarial sobre o negócio rural.

— Sistemas de produção com o ciclo mais curto acabam se destacando e saindo na frente da corrida pela competitividade e alta lucratividade, mas não são sustentados. É preciso lembrar de investir na cria e não esquecer de implementar sistemas avançados baseados na tecnologia, para superar o “ciclo tradicional da vaca”. Nesta condição, quando o preço do bezerro cai, o produtor fica desesperado — afirma Penteado.

Uma plataforma integrada que organize e controle desde a reprodução dos animais até a previsão do ponto ótimo de abate oferece diversas vantagens aos produtores. Muitas das propriedades ainda confia apenas em registros analógicos ou não integrados para controlar a produção. Isso reduz a confiabilidade das informações, que estão sujeitas à diversas falhas humanas.

Por isso, não perca tempo e clique agora no link para ter acesso completo e gratuito ao nosso e-book Gestão Pecuária: perspectivas e possibilidades para 2019. Além disso, você já sabe: saiba mais sobre o mundo da gestão agropecuária no nosso blog e no nosso site.

Boa leitura!